domingo, 15 de março de 2015

0

FOREVER STILL: Entrevista com a vocalista Maja Schønning ao blog Santuário do Metal

vocalista do Forever Still
O blog sobre rock e metal brasileiro Santuário do Metal capitaneado por Raquel Alves entrevistou a vocalista Maja Schønning (foto), líder da banda rock dinamarquesa FOREVER STILL que lançou em Novembro de 2014 o EP “Scars” que está disponível para audição e download via BandcampA banda foi formada em 2010, quando os membros decidiram que era hora de dar a cena da música da Dinamarca, algo que está faltando - artistas que não têm medo de ser completamente vulneráveis ​​e colocar toda a verdade na música. Eles chegaram a tocar no maior festival de rock dinamarquês, Noise Nordic, e ganhou o primeiro lugar no Reverb Nation Rock. (Foto de: Lars Winther Schmidt)

Confira alguns trechos da entrevista com Maja Schønning feita por Raquel Alves do Santuário do Metal.

Santuário do Metal: Fale de como você demonstrou interesse pela carreira musical. Quais foram suas influências iniciais? E as primeiras bandas?
Maja: A música sempre foi  parte de mim, por isso tudo veio a mim com muita naturalidade. Ouvir música me ajudou a enfrentar as minhas emoções e compor música me ajudou a curar tais emoções. Acho que de uma maneira estranha, eu estava destinada a ser o que sou.

Eu sempre amei cantar, mas eu não abri totalmente os meus olhos e ouvidos para a música, até que eu descobri que era muito mais do que aquilo que nos era apresentado por estações de rádio tradicionais.  As primeiras bandas que eu comecei a ouvir em meus primeiros anos de adolescentes foi Slipknot, Marilyn Manson, System of down, Evanescence e bandas nessa área.

Santuário do Metal: Nossa! Amo a banda Evanescence. Mas continuando nossa entrevista, como surgiu a banda Forever Still? De onde veio a origem ou a história por trás do nome da banda?
Maja: "Forever Still" é a sensação de estar preso em um lugar ruim e não ser capaz de sair. Todo mundo está passando por você, sem perceber sua inquietação, apenas vivem suas vidas, enquanto você está sendo sugado para baixo, cada vez mais fundo, sendo levado ao  nada.

É o sentimento mais solitário e vazio no mundo, e você tem a sensação de que esse sentimento vai durar para sempre. O que o nome não diz, é que  não é isso. O futuro é muito mais brilhante do que parece.

Santuário do Metal: Muito interessante toda simbologia por trás da identificação visual da banda. Especialmente porque o animal corvo é de um peso extremo quando se trata de significados em torno deste animal e de seus mitos. Agora falando sobre os EPs, o que difere o EP atual “SCARS” do álbum “BREAKING FREE”? Qual foi a pior “cicatriz” que você carrega e que você explora nesse single? *cicatriz no nível psicológico, espiritual, algo referente a vida

Maja: Com "SCARS" eu sinto que nós realmente nós abrimos e fomos ainda mais vulneráveis do que em Breaking Free. Queríamos ser completamente honestos, sem filtros... Scars é muito mais cru e honesto, e queríamos mostrar um lado que você costuma esconder do mundo por medo de ser ferido e julgado. Verdade seja dita: não há pior cicatriz para mim... É uma série de eventos que levam a criar cicatrizes que ainda permanecem até hoje, embora elas devam desaparecer com o tempo.

Santuário do Metal: Falando sobre a banda, o que há de novo com a mudança do line up?
Maja: O EP Scars é uma parte de nossa estréia,  então atualmente estamos trabalhando no segundo EP, parte 2. O álbum segue a jornada de um indivíduo lutando contra uma depressão, ansiedade e inutilidade, e no final, uma possível auto-descoberta. A Parte 1 é onde começa a nossa história que é bastante escuro. A Parte 2 será mais sobre quebrar barreiras, mas também frustração e ambivalência de romper com as únicas coisas que você conhece e começar tudo de novo.

Mudamos o line up recentemente porque precisávamos de um pouco de energia nova no grupo, e nós queríamos trabalhar com pessoas que gostam de música tanto quanto nós. Nós olhamos muito para a frente para começar a turnê com os novos caras na primavera deste ano para  a turnê The Open Wound!

Para ler esta entrevista completa acessem o blog Santuário do Metal

Saiba mais sobre a Forever Still em: Facebook Oficial 

Nenhum comentário:

Postar um comentário