quinta-feira, 7 de junho de 2012

10

A Consciência e a Velhice

Tão  de  perto!  no  adeus  das  horas,
ao  findar  das  sombras,  o  ruído  e  os
pássaros  anunciam  o  amanhecer  que  se  aflora,
minhas  pernas  falhas,  carregam  o  peso  do  tempo,
 trêmulas  ao  relento;


Pude  mais  uma  noite  testemunhar,
e  ainda  estou  na  terra  da  frieza,
onde  sarcasmos  são  virtudes  e
ignorar  é  um  ato  de  gentileza.
Pobres  almas  inocentes,
sentenciadas  ao  rancor  e,  como  eu,
crianças  decadentes.

Os  sábios  lideram  ovelhas  com  cinismos
e  seus  dons  de  avareza,
algumas  taças  de  champanhe,  belas  vestes,
com  pérolas  e  incertezas;
Castelos  esculpidos  a  sangue  e  fé,
seus  pilares  são  de  ódio  e  banhados  à  ouro.

Renascido  sem  clareza,  se  o  vejo,  ignoro,
com  requintes  de  falsidade  
em  suas  palavras  de  impureza.

Tantos  dias  que  passei,  são  tantos que  nem  sei
Tantos  ensinamentos  encontrei,  tão  poucos  acumulei;
De  certo,  tenho  somente  a  solidão,  
Amarga,  onde  o  silêncio  é  meu  transporte,
tendo  apenas  lembranças  de  solução;
E  em mais  um  dia  de  minha  velhice,
vejo-me  tão  de  perto!.

Escrito por: Dellone

10 comentários:

Liudmila Kaulitz. @liud_metal disse...

Que post inspirador!
Dellone, com toda a certeza o senhor sabe usar as palavras de uma forma fantástica e a cada junção de palavras, belos poemas se formam, como belas melodias.
Parabéns! :)

Penélope Luzi disse...

Perfeito Dellone!
Não consigo encontrar outra palavra!
Escreveste a verdade de todos os dias.
Sempre surpreendendo, meus parabéns!

Um grande abraço meu querido, boa noite!

Unknown disse...

Olá srta Liud
como vai?
MUITO AGRADECIDO por suas palavras!
Tenha uma bela noite!

Unknown disse...

Olá Srta Penélope,
Muito Obrigado pelo Elogio srta
...tentei fazer uma narrativa
pausada e fictícia sobre o que se passa
na mente de uma pessoa já com idade avançada
e tendo que suportar' o restante de vida
com o que pode aprender e errar durante a própria vida. sigo tentando ...rss
e agradeço e muito pelo elogio !

Tenha uma bela noite !

Lady... Jozzy Black Heart disse...

... Mais uma BELA obra Lord !
Já era certo qe a espera não seria em vão.
"ADOREI"
... Principalmente a parte:
Castelos esculpidos em sangue e fé, pilares de odio banhados à ouro...
... Muito bom PARABÉNS!

Penélope Luzi disse...

Esplêndido mesmo Dellone! Perfeito!
Tem se superado a cada poema, parabéns!
Beijos!

Unknown disse...

Muito obrigado srta!

Unknown disse...

Olá srta Jozzy!
Muito GRATO pelo elogio!
Nessa parte que a srta gostou,
o sentido que tentei mostrar foi
o de uma pessoa que não tinha esperança
alguma de encontrar sua solução na fé
pois seu mundo foi construído numa plataforma
onde esta não existira.

Agradeço suas palavras e por sua ilustre visita
... Tenha uma bela noite!

۩☆€ŁØĐƗΔ☆۩ ♀ disse...

Vc foi de uma profundidade impar caro Lord, as vezes é preciso uma vida inteira para se descobrir ou preferir viver na margem da ignorância, uma mente que analisa ainda que seu tempo esteja prestes a se ir... pois enquanto há vida, há aprendizado.

Unknown disse...

Agradeço nobre Lady...
sua presença é sempre marcante
e sou muito grato!
A mente é um lugar cheio de labirintos
e com o passar do tempo, fica sempre mais
difícil encontrar uma saída, e as vezes pelo
cansaço dos já fracos passos, a saída melhor
se torna a mais próxima, ou em outros casos,
aquelas por onde foi acostumado a caminhar.
durante este aprendizado.

Tenha uma bela noite
Cuide-se Lady!

Postar um comentário