quinta-feira, 12 de abril de 2012

6

Minuto a Minuto

Minuto igual a minuto,
Fragrância de morte em pleno sonho,
Requintada mesmice que envolve seus lábios sujos,
Sempre, palidez de um mundo incolor e de subdivisões,
Vigorosa é a falsidade, sinto dor e ignoro.


Mentes brilhantes, de olhar raso,
Doutrinas e crenças estranham meus modos
E me ignoram.
Sobrevivendo por fim, convivendo?
Quando convém!

Seguindo, nos afastando e fechando círculos,
Criando tribos, sem sol e sem trevas,
Procurando e sempre, ignoramos.
Frustrado por um forçado isolamento,
Descabido de sensos, submetemos a dor,
Limitando-nos a acordar e dormir, frustrados por existir.

Unidos por peculiaridades, transcendem tudo a sua volta,
Portam-se de forma julgadas de coerentes, riem,
Se considerem sempre num degrau acima,
Até mesmo destes males que pairam sobre todos e
Caem em ironia, e sempre ignoram.

Ignorar, verbo ícone da realidade, que se tornou
Parte da humanidade, ironicamente com prazo
Curto de validade e dentre tantas possibilidades,
Optamos minuto a minuto por ignorar. 

Escrito por: Dellone

6 comentários:

۩☆€ŁØĐƗΔ☆۩ ♀ disse...

Belo poema uma forma discreta de criticar quem nos criticam a todo instante, minuto a minuto... excelente!
Por muito tempo vivi assim frustrada por existir... parabéns é pouco.

Anônimo disse...

Belas palavras..
Descrevem perfeitamente o que sentimos por viver nesta sociedade..
Ótimo poema..
Até breve..

☠Neith War☠ disse...

Nos ultimos tempos tudo divide e poucas coisas ainda juntam.
Criticar as vezes é uma forma de proteção para os que aind não entendem o poder de suas palavras e o estrago que podem causar.
Mas ainda restam os poucos que quando encontram seus iguais se juntam para serem mais fortes, porque a força, está no grupo e não no isolamento.
Adoro tudo q escreve Dellone.
beijos

Anônimo disse...

Gostei...bela manifestação contra determinados padrões que escravizam as pessoas e também as pessoas que julgam, condenam, sem se importar com as consequências que causará no próximo...geralmente consequências essas negativas que fazem marcas nas pessoas, as quais vão se tornando frias e insensíveis passando a ignorar determinadas palavras, gestos...

Bem pelo menos foi assim que entendi o texto!kkkkk!
Bjs, paz!

Paullo disse...

O sentimento é palpável nestes teus lindos versos, profundo, melancólico e verossímil... parabéns pela obra Lord...

Jozzy .. disse...

...Sem dúvidas é um BELO poema !
E devo confessar que gostei muito do tema...
...Meus PARABÉNS Lord !
Seu texto está perfeito...
...como SEMPRE !

Postar um comentário