quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

6

Poema de Allan Poe: El Dorado

El Dorado

Gentil, faceiro,
Um cavaleiro,
sob sol e sombreado,
seguiu avante,
cantarolante,
em busca do Eldorado.

Mas o andarilho
Ficou tão velho,
No âmago assombrado,
por não achar
nenhum lugar
assim como Eldorado.

E, enfim diante
de sombra errante,
parou, quando esgotado
e arguiu-llhe “onde”,
sombra se esconde
a terra de Eldorado”?

“Sobre as montanhas
da lua e entranhas
do Vale Mal-Assombrado,
vá com coragem,”
disse a miragem,
“se procuras o Eldorado”.


Poema de Edgar Allan Poe

6 comentários:

Nikki disse...

Os textos e seu blog são perfeitos eu precisava dizer...

Tsu disse...

Olá Dellone!!!
Opa obrigada por ter curtido meu post! Seguinte deixa eu te falar..faz várias vezes que estou tentando acessar seu blog mas não consigo porque na sua página de perfil, o perfil está inacessível, habilita ele para que eu possa clicar no link do blog!!!! Não quero perder contato contigo!
E vamos trocando idéias!!!
bjs

Al Reiffer disse...

Grande, imenso, gigante Edgar Allan Poe

lisa disse...

Nossa, que surpresa, Poe! este poema é perfeito.

Penélope Luzi disse...

O extraordinário Mestre e o grande mistério de Eldorado, muito bom gosto querido Dellone. Um grande abraço!

Unknown disse...

[respondendo]
____Srta Nicolle Corintho, agradeço o elogio,
espero vê-la sempre por aqui !

___Srta Tsu, és muito inteligente, aquele post ficou incrível. parabéns e grato pela visita!

____Lord Al Reiffer, Muito bom vê-lo por aqui
e ainda mais por também admirar a arte de Allan Poe, assim como eu. Obrigado e volte sempre Lord!

____Srta Lisa Alves, não me surpreende uma Lady tão envolvida na cultura como você gostar de Allan Poe, pois sei o bom gosto que tens Srta!
Agradeço sua nobre visita, volte sempre!

____Srta Penélope Luzi, Muito agradável sua presença, é sempre bom vê-la por aqui... Impossível não falar, aquele seu último post
"Pesadelo" ficou incrível ! ... Parabéns!

______________
Grato a todos pela presença! são sempre muito bem vindos!

Postar um comentário